RJ Barrett (ala-armador de Duke) 22.6 PTS / 7.6 RBTS / 4.3 ASTS / 45.4 FG / 30.8% 3-PT

Idade: 18 anos – Freshman

Medidas: 2,01m de altura e envergadura de 2,10m

Favorito para a primeira escolha do draft no início da temporada universitária, Barrett não chegou a decepcionar, mas mostrou lacunas em seu jogo que – a não ser que a noite do draft nos reserve uma grande surpresa – o manterão longe de ameaçar o posto de Zion Williamson.

Foquemos, inicialmente, nos pontos positivos – que não foram poucos.

Barrett se mostrou elite em situações de transição e semi-transição – tanto como playmaker, exibindo boa visão de jogo e uma grande capacidade de passar a bola em movimento por diferentes ângulos, quanto como cestinha, com ótima capacidade atlética e instintos para mudar de direção e finalizar na área pintada, absorvendo contato se preciso.

Na meia quadra, o canadense esteve em seu melhor recebendo a bola no lado direito atacando o centro da quadra com sua mão dominante para colocar pressão no aro a fim de finalizar e/ou sofrer faltas (média de 5.9 lances livres por partida).

Tais características – somadas à competitividade, o garantirão, no mínimo, como um titular ‘perene’ na liga.

O que nos afasta de projeta-lo como ‘possível superestrela’, no entanto, é a falta de um toque natural em seu arremesso – que costumeiramente sai ‘reto’ de suas mãos, sem o arco apropriado.

A completa incapacidade de finalizar com a mão direita a essa altura também é fator de preocupação, embora o freshman ainda tenha muita margem de evolução – com apenas 18 anos.

Questões mentais como a inconsistência no esforço defensivo, onde foi apenas ‘aceitável’ na NCAA, e a tendência a forçar arremessos em situações nas quais seu ‘skillset’ ainda não está pronto para fazê-lo – custando jogos a Duke durante a temporada, são outros pontos a serem trabalhados caso Barrett queira se tornar um ‘franchise player’ na NBA.