Nacionalidade
usa Estados Unidos
Posição
Ala, Ala-Armador
Altura
2,01m
Peso
88kg
Time Atual
Florida State Seminoles
Universidade
Season:

Idade: 19 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Florida State
Experiência: sophomore  (segundo ano universitário)
Posições: ala-armador / ala
Altura: 6’7″ (2,01m)
Envergadura: 7’0.5″ (2,14m)
Peso: 88 kg

Médias na última temporada: 12.7 pontos, 5.1 rebotes, 1.6 assistência, 1.4 roubo de bola, 1.0 toco, 0.8 desperdício de bola, 49.0% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 41.5% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 73.8% de aproveitamento nos lances livres, 28.8 minutos por jogo

PONTOS FORTES

– Dotado de altura adequada e envergadura invejável para atuar nas posições 2 e 3, corre a quadra com fluidez e tem uma agilidade lateral destacada
– Um dos arremessadores de média e longa distância mais confiáveis do recrutamento; possui um arremesso difícil de ser bloqueado por causa do alto ponto de lançamento, confiável nas situações de catch and shoot quando em spot up (fica parado em um local da quadra, recebe o passe e logo arremessa)
– Excelente e versátil defensor; tem um apurado senso de posicionamento, utiliza muito bem seus braços longos para antecipar linhas de passe e bloquear arremessos, ótimo no um contra um e como protetor de aro vindo do lado contrário, ganhando massa muscular, poderá defender até quatro posições no nível profissional
– Bom reboteiro para a posição, dono de posicionamento e instintos apurados, utiliza bem seus braços longos
– Protótipo de role player – entende bem o seu papel em quadra – e perfeito para a função de 3-and-D, tão em alta na NBA, o que nos leva a crer que será uma aposta segura no recrutamento

PONTOS FRACOS

– Não possui atributos físico-atléticos de elite; muito magro para um jogador do seu tamanho, é ágil, mas não tem um primeiro passo explosivo, o que pode prejudicar, inicialmente, sua eficiência nos dois lados da quadra
– Controle de bola apenas mediano; o poderá lhe trazer dificuldades na criação do próprio arremesso no nível profissional, e limitar o seu papel como criador de jogadas para os companheiros
– Inconsistência defensiva; apesar da inegável eficiência nesse lado da quadra, Vassell perde a concentração em determinados momentos dos jogos, especialmente nas trocas de marcação
– Não é agressivo no ataque à cesta, prefere um floater a partir para uma finalização ao redor da cesta (média de apenas 2,2 cobranças de lances livres por jogo, em 2019/20), o que pode ser explicado por dois fatores: corpo franzino para encarar o jogo de contato e falta de um primeiro passo explosivo

Comparações: Justin Holiday (Pacers)

Projeção: Primeira rodada