Posição no draft de 2016: 4º

Selecionado por: Phoenix Suns

 

Em 2015 o Knicks selecionou Kristaps Porzingis com a quarta escolha do draft.

O ala-pivô brilhou em sua temporada de estreia com médias de 14.3 pontos, 7.3 rebotes e 1.9 toco – ganhando de Kevin Durant o apelido de ‘unicórnio’.

No ano seguinte, Dragan Bender – também ala-pivô europeu – se inscreveu no draft e herdou boa parte da ‘hype’ gerada pelo sucesso de Porzingis.

Havia, porém, enormes diferenças entre os dois prospectos
.
Enquanto, em 14-15, Porzingis se estabeleceu como um dos principais jovens da Liga Espanhola e do continente como um todo – vencendo o prêmio europeu de Jovem Estrela do Ano, Bender teve média de apenas 8.6 minutos pelo Maccabi Tel-Aviv – com média de 1.5 ponto e 1.2 rebote por partida durante 15-16.

Em artigo para o site Draft Express, semanas antes da seleção, o analista Mike Schimitz destacou.

“Olhar para Bender requer uma boa dose de projeção, não apenas pela sua extrema juventude (18 anos à época) e falta de tempo de jogo, mas também porque ele está apenas começando a desenvolver a maior parte de suas habilidades”.

Apostando em seu potencial, e empolgado pelo sucesso de Porzingis, o Suns o draftou à frente de jogadores como Buddy Hield e Jamal Murray.

E, após dois anos de tentativas, a franquia simplesmente desistiu do jogador – a despeito do fato de Bender ter arremessado encorajadores 36.6% de seus arremessos com 3.9 tentativas pro jogo na última temporada.

O fato é que sua incapacidade física e instintiva de pegar rebotes e conter jogadores físicos atuando na posição 4 e de mover os pés para se manter em frente de adversários no perímetro para atuar na ala faz com que seja impossível mantê-lo em quadra.

Aos 21 anos de idade, Bender recebeu mais uma chance de estabelecer na NBA assinando um contrato mínimo de dois anos com o Milwaukee Bucks. Mesmo que faça o suficiente para permanecer na liga, no entanto, a quarta escolha do draft de 2016 dificilmente atingirá o status a ele projetado – o que nos deixa confortáveis para aponta-lo como um bust.