No encontro dos dois favoritos ao prêmio de Calouro do Ano, Deandre Ayton levou a melhor sobre Luka Doncic individual e coletivamente. A primeira escolha do draft foi extremamente eficiente ao converter 8 de suas 11 tentativas de arremesso de quadra, totalizando 18 pontos, além de ativo na tábua de rebotes terminando com 10 – em partida que acabou com a vitória de sua equipe pelo placar de 121 a 100.

Mais do que números, no entanto, Ayton foi fundamental para o esquema ofensivo do Suns ao trabalhar nos cotovelos do garrafão a fim de criar oportunidades para seus companheiros cortarem para a cesta sem a bola ou abrirem para a linha dos três pontos. Em diversas jogadas o pivô mostrou boa leitura de jogo para passar para o companheiro melhor posicionado – de modo que embora apenas 6 desses passes tenham contado como assistência na tabela de estatísticas, seu impacto no estabelecimento do ritmo da equipe no jogo de meia quadra foi fundamental.

Doncic, por sua vez, teve uma estreia típica de um verdadeiro calouro. Apesar de toda a experiência adquirida durante anos jogando contra profissionais na Europa, o esloveno cometeu erros infantis nos dois lados da quadra e nunca se sentiu confortável nos pouco mais de 31 minutos que esteve em quadra.

Na defesa Luka foi pego diversas vezes fora de posição e acabou tendo problemas com faltas durante todo o primeiro tempo. Já no lado ofensivo da quadra, encontrou enormes dificuldades ao ser defendido por Trevor Ariza a maior parte do tempo e deixou ainda mais preocupados os analistas que questionavam sua capacidade de criar arremessos e ‘balançar’ quando marcado por defensores atléticos e longos – por possuir agilidade e explosão apenas medianas para a NBA.  Ineficiente, Doncic terminou o jogo acertando apenas 5 de suas 16 tentativas de arremesso de quadra e 0 de 5 na linha dos três pontos, além de ter ficado zerado no rating de assistências por turnover ao somar 4 nas duas categorias.

Enfim. É só o primeiro de 82 jogos da temporada regular e muita água vai passar debaixo dessa ponte. Mas o fato é que Deandre Ayton largou na frente nesta que é uma maratona para o prêmio de Calouro do Ano.